Blog

Benefícios do uso de esteiras na Terapia Neurofuncional

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A fisioterapia tem evoluído cada vez mais e hoje em dia é essencial para a maioria das pessoas que buscam melhorar a sua capacidade motora. Nesse contexto, a evolução da tecnologia e a engenharia mecânica foram essenciais para diversos avanços na área. Um exemplo é a utilização de esteiras com suporte parcial de peso na Terapia Neurofuncional!

 

Continue lendo, e conheça os benefícios dessa esteira. No fim deste artigo, você vai conhecer o modelo que a i9 Consultoria desenvolveu. Boa leitura!

 

O que é a fisioterapia neurofuncional?

 

A fisioterapia neurofuncional é a área que estuda, previne e trata de todas as disfunções causadas ao cérebro, tronco encefálico, medula espinhal, nervos periféricos e junções neuromusculares. 

 

As esteiras são utilizadas nesse meio em doenças como o AVC e Hemiparesia, doença relacionada ao cérebro que prejudica a capacidade motora e equilíbrio. Além disso, são empregadas na área pediátrica, realizando tratamentos em crianças com dificuldades neuromotoras para promover a evolução de certos movimentos que estiverem afetados. Pode ser também aplicada na recuperação da mobilidade de idosos.

 

Quais os principais benefícios?

 

Muitos estudos apresentam a eficácia de utilizar essa ferramenta e mostram que a maioria dos pacientes melhoram a sua mobilidade pós-tratamento. Veja algumas disfunções que podem utilizar as esteiras:

 

  • Hemiparesia

A Hemiparesia é uma complicação da movimentação relacionada a um determinado lado do corpo, podendo ser provocada por enfermidades como: AVC, Tumores cerebrais, Traumatismo crânio-encefálico, entre outros. Pacientes afetados pela Hemiparesia tendem a apresentar avanços significativos tanto nas habilidades motoras, quanto no controle do próprio equilíbrio a partir do emprego de esteiras no tratamento fisioterápico.

 

  • Treino de marcha para crianças com desordens neuromotoras

A utilização de esteiras com suporte parcial de peso no treino de marcha para crianças com mobilidade prejudicada pode representar um avanço significativo. Estudos indicam que crianças cuja caminhada independente é difícil ou ocorre de maneira adversa ao ideal e que realizam tratamento com a esteira, majoritariamente passam a apresentar uma evolução na marcha, sentindo mais facilidade ao caminhar e menos cansaço em atividades físicas.

 

  • Doença de Parkinson

O Mal de Parkinson é uma enfermidade crônica-degenerativa que afeta o sistema nervoso central, provocando tremores e prejudicando a movimentação da pessoa. Dessa forma, a fisioterapia e o uso de esteiras com suporte de peso se mostra fundamental no tratamento da mobilidade das pernas, contribuindo para a qualidade de vida dos pacientes em questão.

 

Quais as vantagens da esteira da i9 Consultoria?

 

A esteira produzida pela i9 foi pensada inteiramente com o objetivo de auxiliar o tratamento dos diversos pacientes que podem se beneficiar desse tipo de terapia. Pensando nisso, desenvolvemos um produto com as seguintes características:

 

  • Velocidade regulável, partindo de 0,4 Km/h;
  • Opção de marcha-ré;
  • Apoios laterais manipuláveis, possibilitando a adaptação ao uso adulto e pediátrico e facilitando o acompanhamento do Fisioterapeuta durante o tratamento;
  • Suporte de peso parcial, possibilitando o controle da quantidade de peso suportada, podendo, assim, facilitar ou dificultar a caminhada e acompanhar a evolução do tratamento conforme a diminuição do peso suportado.

 

Se interessou pela nossa solução? Conheça nossa Esteira Fisioterápica ou fale agora com um de nossos consultores e peça já o seu orçamento!

Ficou com alguma dúvida?