Blog

Engrenagem: Veja alguns exemplos

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

As engrenagens desempenham um papel essencial para as máquinas realizarem seus movimentos. Por isso, existem diversos pontos que devem ser considerados para escolher a engrenagem ideal para determinado equipamento. Ao decidir corretamente, a máquina utiliza menos energia e trabalha muito melhor.

O QUE É ENGRENAGEM?

As engrenagens são um dispositivo mecânico que possui rodas dentadas. Elas sempre trabalham em pares, em eixos paralelos ou não, dependendo do modelo. Ela funciona por meio do atrito entre os seus dentes, que transmitem uma potência para uma determinada máquina pela ligação entre os eixos. Assim, a peça promove velocidade de rotação e torque à produção.

Depois de saber mais o que é uma engrenagem, veja abaixo alguns dos tipos de engrenagens que podem aprimorar os movimentos nas máquinas da sua indústria!

TIPOS DE ENGRENAGEM

-CILÍNDRICA DE DENTES RETOS

O objetivo dessa peça é variar a força e a velocidade de rotação dos eixos. Esse processo acontece por conta de uma mudança no tamanho do raio das engrenagens. O nome vem por conta dos dentes retos que são normalmente instalados em eixos paralelos e ligam os dentes de uma engrenagem a outra. Essa engrenagem tem fácil acesso e um custo menor em relação a outras, a desvantagem é que pela sua simples fabricação, a peça produz fortes ruídos. A engrenagem cilíndrica de dentes retos é aplicada em diversos setores, como em motores, máquinas siderúrgicas e até em objetos mais simples como os relógios.

-CILÍNDRICAS DE DENTES HELICOIDAIS

Diferentemente da engrenagem anterior, essa peça não possui dentes paralelos ao seu eixo. Nela, os dentes são inclinados, definindo um ângulo entre o eixo e o segmento dos dentes. A maior vantagem dessa engrenagem, é que há menos contato entre as engrenagens, por isso, a peça produz muito menos ruído que outras. Além disso, os dentes helicoidais permitem que a engrenagem suporte muito mais força e velocidade do que as de dentes retos. Essa peça é comumente utilizada na indústria automobilística, para fazer caixa de marchas, por exemplo.

-CÔNICAS DE DENTES RETOS

Como diz o nome, essa engrenagem possui o formato cônico, por isso, ela está mais sujeita a desencaixes ou emperramentos. Por conta da sua forma, essa peça não aguenta altas velocidades e cargas, pois os seus dentes não são paralelos. No entanto uma de suas maiores vantagens é a capacidade de mudar a direção do seu giro e força, assim, transmite-se energia entre eixos que possuem ângulos diferentes entre si. Essa engrenagem costuma ser usada em diversas máquinas diferentes e depende da demanda de cada indústria.

-CÔNICA DE DENTES HELICOIDAIS

Essa engrenagem possui uma vantagem muito grande em relação ao aproveitamento de energia. Por conta do sistema de engrenagem, que possui dentes inclinados e de maior comprimento, essa peça aumenta a eficiência e diminui os ruídos. Essa peça aguenta altas cargas e velocidades, por isso é usada em processos que necessitem de uma engrenagem mais resistente.

-SEM FIM E COROA

Essa engrenagem apresenta pequenos custos de produção, pois transmite energia pelos eixos ortogonais e possibilita altas relações de redução. No entanto, o rendimento dessa peça é menor do que as outras já citadas. A engrenagem sem fim, é muito utilizada em relógios, sistemas de elevadores e máquinas que precisam de redução de velocidade durante o processo de produção.

Ficou com alguma dúvida?